Transtornos neurológicos funcionais: um guia para pacientes

incluindo crises não-epilepticas  doenças do movimento funcionais e outros sintomas funcionais

Hemi

neurosymptoms.org

Tratamento da fraqueza funcional dos membros

 

Esta seção é baseada principalmente na experiência do autor em tentar ajudar centenas de pacientes com paresia funcional a obterem melhoras.

 

Consulte as seguintes seções antes de continuar:

 

1. Fraqueza funcional

É importante entender que esses sintomas são comuns, e não significa que você está ficando louco, e são potencialmente reversíveis mesmo sem o uso de medicação.

 

2. Compreender o diagnóstico

É essencial confiar que o seu médico fez o diagnóstico correto.

 

3. Fisioterapia e exercício

Aqui são explicados alguns princípios básicos por trás da reabilitação e exercício para sintomas funcionais, incluindo fraqueza de membros, dor e fadiga.

 

4. Psicologia? Eu não sou louco

Se o seu médico te encaminhou a um psicólogo ou psiquiatra, pode ser que você esteja se perguntando por qual motivo. Leia esta seção para te ajudar a entender melhor.

 

 

 

Ainda há muito para aprender sobre esse assunto.

 

Compreender

Pode ser surpreendente o impacto no prognóstico que simplesmente uma explicação clara para os seus sintomas é capaz. Muitas vezes, pacientes com déficit motor funcional podem ter passado meses ou mesmo anos sem um diagnóstico (ou às vezes com um diagnóstico alternativo, como a esclerose múltipla).

 

Pode ser que leve muito tempo para “entrar na sua cabeça” o diagnóstico de transtorno funcional quando o sintoma é a falta de força de um membro. Isso parece ser uma contribuição importante para que os pacientes comecem a sentir melhoras.

 

Ver como isso se encaixa com todos os seus outros sintomas também pode ser uma parte importante para compreendê-los. Pode ser que ajude a entender que a sua fraqueza é um sintoma entre muitos (geralmente dor, fadiga e transtornos do sono) e que há um sintoma entre vários outros com uma causa comum, e não muitos sintomas causados por diferentes doenças.

 

Por essa razão, é provável que alguns dos tratamentos comprovadamente eficazes para pacientes com síndrome da fadiga crônica/ esclerose múltipla e dor crônica também sirvam para pacientes com fraqueza funcional.

 

Estes incluem:

 

1. Exercício gradual/fisioterapia

 

2. Terapia cognitivo-comportamental

 

3. Medicação para ajudar a aliviar dor e melhorar o sono

 

Aspetos específicos em relação à fraqueza funcional

 

Uma das coisas que os pacientes com fraqueza funcional geralmente notam é que a gravidade da fraqueza às vezes varia ao longo do tempo. Então, na terça-feira, pode sentir que a sua perna está muito pesada e que precisa arrastá-la, mas na quarta-feira o sintoma está muito melhor. A variabilidade é uma característica comum de muitos sintomas funcionais. Se pensar sobre isso, é uma razão pela qual o diagnóstico de sintomas funcionais faz sentido. Caso houvesse danos estruturais no sistema nervoso, o sintoma poderia flutuar um pouco, mas não de forma tão dramática, como pode ocorrer com a fraqueza funcional.

 

Existem várias razões pelas quais a fraqueza funcional pode ficar mais grave:

 

1. Em momentos de maior fadiga

 

2. Em momentos de maior sofrimento

 

3. Quando se está pensando conscientemente sobre o movimento

 

Vale a pena analisar um pouco o último ponto. Você já deve ter notado que quanto mais pensa em movimentar o seu membro, mais pesado e mais difícil pode ficar. Isso acontece porque o movimento funciona melhor quando ele é automático. Normalmente não pensamos para andar, subir escadas ou ir até uma loja. Na verdade, se as pessoas saudáveis pensam no ato de caminhar, muitas vezes alguma coisa sai errada.

 

Reconhecer isso pode ajudar pacientes com fraqueza funcional. Tente, tanto quanto for possível, não pensar nos movimentos quando estiver andando.

 

Os fisioterapeutas nem sempre sabem o que fazer para ajudar as pessoas com fraqueza funcional. Normalmente, os movimentos automáticos em que ambas as pernas ou ambos os braços são usados ao mesmo tempo são melhores do que os exercícios que focam mais no membro afetado.

 

Lembre-se de que, com a fraqueza funcional, você estará recuperando o controle de um membro que pode não parecer completamente “seu”.

 

Pessoas com fraqueza funcional do braço tendem a embalá-lo no seu colo, especialmente se houver dor associada. Aquelas com fraqueza funcional nas pernas às vezes sentam-se com o tornozelo virado para dentro.

 

Essas posições podem parecer “naturais”, mas não são. O seu cérebro entende que são posições normais e pode ter se acostumado à ideia de que um lado do seu corpo não sente da mesma forma que o outro lado.

 

O objetivo do tratamento é tentar fazer com que o seu cérebro experimente o movimento normal novamente.

 

Outros tratamentos

Se os membros que você sente fracos estiverem muito presos, a hipnose também poderá ser considerada.

 

Anestesia geral foi tentada em casos extremos e sob indicação médica e pode aliviar os sintomas.

 

Aprender a vencer a fraqueza de um membro de causa funcional

 

Uma das coisas que os pacientes notam é que a severidade da fraqueza do membro vai variando ao longo do tempo.

 

Tente, tanto quanto for possível, não pensar nos movimentos quando estiver andando.